sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

QUAL É A MAGIA DO GRUPO ARQUIVO VIVO?



Por: Claudio Fernando Ramos, Natal-RN 04/01/2013 Cacau “:¬)

http://www.youtube.com/watch?v=k5k3m7DHfyk

Longo marca do grupo natalense.

Essa, na minha concepção, é a pergunta muito fácil de ser respondida. O cantor e compositor (carioca/mineiro) Milton Nascimento em uma de suas famosas composições nos traz a resposta.

NOS BAILES DA VIDA

FOI NOS BAILES DA VIDA OU NUM BAR
Em troca de pão
QUE MUITA GENTE BOA PÔS O PÉ NA PROFISSÃO
DE TOCAR UM INSTRUMENTO E DE CANTAR
Não importando se quem pagou quis ouvir
FOI ASSIM
CANTAR ERA BUSCAR O CAMINHO
QUE VAI DAR NO SOL

Tenho comigo as lembranças do que eu era
PARA CANTAR NADA ERA LONGE TUDO TÃO BOM
Até a estrada de terra na boleia de caminhão
ERA ASSIM
Com a roupa encharcada e a alma
Repleta de chão
TODO ARTISTA TEM DE IR A ONDE O POVO ESTÁ
Se for assim, assim será
CANTANDO ME DISFARÇO E NÃO ME CANSO
DE VIVER NEM DE CANTAR
Os rapazes do Arquivo, certamente, buscam o seu lugar ao sol, normal, porém o caminho traçado, principalmente para os que propagam o ritmo que eles divulgam, tem que ser singular. E é curioso notar como eles sabem disso.
Poderiam se quisessem, a exemplo de muitas “constelações” do pagode (em Natal), buscarem o caminho mais fácil. Sobre esse fácil nada precisa ser dito, qualquer um com um mínimo de bom senso sabe o que é isso significa. Porém, fazendo eco à música de Milton, eles tornaram-se um grupo ímpar em terras potiguares. Não deixando de ganhar dinheiro, não cessando de buscar incansavelmente o profissionalismo, e, quem sabe, a fama nacional; eles não abandonam suas origens, e, até onde posso percebem, fazem questão de assumirem a melhor das escolhas:  TODO ARTISTA TEM DE IR A ONDE O POVO ESTÁ”

Não me considero o maior de seus fãs, porém reconheço-me um significativo admirador. Um feliz 2013, com saúde, shows, sucesso e muito samba na praça, ou em qualquer lugar que o valha. Obrigado Grupo Arquivo Vivo pelas boas músicas em 2012. Cacau “:¬)

Um comentário:

Em Natal, o samba pede passagem. disse...

Magia é antes de tudo uma questão de habilidade, é também talento; é a técnica que se faz sentir. Todos MÁGICOS sabem, ante de mais nada, que as mãos são sempre mais rápidas que os olhos. Assemelham-se, guardada as devidas proporções, ao que os pedagogos modernos chamam de habilidades e competências cognitivas. Conclusão: em um cenário de eternas repetições idiotas, os caras são muito inteligentes. Parabéns Arquivo! Cacau ":¬)