domingo, 27 de fevereiro de 2011

Nada de Novo no Front



Nada de Novo no Front
Por: Claudio Fernando Ramos 27/02/2011 Natal-RN
Mudar é sempre bom, mas não mude tanto assim! "Olha que a rapaziada está sentindo a falta de um cavaco, do pandeiro e do tamborim..."
Du Nosso Jeito – Nome de uma banda de pagode, proveniente da cidade maravilhosa.
Na última sexta-feira, os rapazes fizeram uma apresentação no espaço conhecido como Toca do Rato (casa do meu amigo Carioca), na cidade do Natal. Estive lá, vi, ouvi e agora opino: Nada de mais expressivo aconteceu, ou seja, a apresentação não fugiu ao lugar comum da maioria das bandas de pagodes, principalmente para àquelas que diariamente garimpam um lugar ao sol, no glamoroso e restrito universo da fama. Rebolados, requebrados, mulheres ao palco (quinze minutos de fama ou cortesia para um próximo show) e muita sensualidade... Sem esquecer do sempre apelativo, bate palma aí! Como diria um grande cartunista: Até aí morreu Neves. Conclusão: viajaram muito, para muito pouco!
Paguei dez reais, cinco já estaria de bom tamanho. Porém, nem tudo está perdido, acho válida a iniciativa de alguns “empresários” da noite em tentar mudar um pouco esse saturado e inexpressivo mercado do “samba” em nossa cidade; a bem da verdade, o samba, ele próprio, anda meio sumido... A contra gosto, acho que lhe deram férias compulsórias.
Mas enquanto nada muda, vamos continuar ouvindo: MPB, forrós, gospel, sertanejo etc. Tudo isso em ritmo de pagode... Haja criatividade. Depois disso ir para casa dormir. O problema é dormir com um barulho desses.
“Se hoje o samba é branco na poesia ele é negro demais no coração.” Diria o mestre Vinício de Morais. Nem sambista era, mas faz uma falta!

2 comentários:

Em Natal, o samba pede passagem. disse...

Esse é um comentário geral; a banda tinha um violonista razoável e um bom percussionista no pandeiro. No mais... Cacau

jeferson disse...

Meu caro e nobre amigo Claudio! vulgarmente conhecido como "CACAU"...RSRSRSRSRSRSR...acho que devemos olhar a frase..."juntos e misturados"com outros prismas até porque tem pagodeiro que toca como sambista e tem sambista que toca que nem pagodeiro.A cultura não é um monopólio mas sim uma adversidade democrática...O nosso grande cantor e compositor Arlindo Cruz cria versos mas sem distinção,Maria Rita,Exaltasamba,Soweto,chico buarque...enfim...quando quizer só ouvir samba você sabe onde encontrar,se você quizer ouvir pagode você sabe "perfeitamente" onde encontrar,por tanto Relaxa e goza meu camarada!Salve a música popular!!!!!!!!!!!!!!!!Abraço fera!